Prouni

Ao longo dos últimos anos, milhares de jovens alcançaram a tão sonhada independência financeira, o sucesso na vida tornando-se profissionais bons para o mercado por meio de programas sociais do Governo como o Prouni – Programa Universidade para Todos. O Programa é uma iniciativa do Governo Federal que em parceria com renomadas instituições privadas de ensino superior oferece bolsas de estudo que podem cobrir até 100% do valor das mensalidades dos cursos de graduação sequenciais de formação especifica.

 







 

Como já dito aqui no Redação Nota 1000, existem alguns critérios para que o estudante participe do processo seletivo do Prouni. São eles:

  • não pode possuir diploma de nível superior
  • deve obrigatoriamente ter participado da edição do ano anterior do Exame Nacional do Ensino Médio – Enem.
  • a nota obtida nas provas do Enem não pode ser inferior a 450 pontos
  • a nota da prova de redação do Exame deve ser superior a zero.

As notas de corte do Prouni são as menores nota obtida no Enem entre todas as pessoas que estão concorrendo a uma bolsa de estudos para um determinado curso dentro do número de vagas oferecidas. Isso significa que quanto melhor os aluno forem nas provas, maior será a nota de corte.

Como funciona o Prouni 2018

Assim como nos outros programas estudantis do Governo Federal, a inscrição para participar do processo seletivo do Prouni é gratuita. O candidato deverá apenas acessar o endereço eletrônico do Programa http://siteprouni.mec.gov.br/ e encaixar-se num dos perfis abaixo:

  • Ter cursado o ensino médio em escolas da rede pública;
  • Ter cursado o ensino médio em instituição particular como bolsista integral;
  • Ter cursado o ensino médio em escola pública e parte em instituição particular na condição de bolsista integral;
  • Ser pessoa com deficiência;
  • Ser professor da rede pública de ensino.

São sempre oferecidas bolsas parciais ou integrais e o que determina qual delas o candidato conseguirá é, novamente, a renda mensal. Quem tiver renda menor, tem mais chances de conseguir a integral, que custeia 100% do valor das mensalidades.

Como mais uma política deste governo, quem se declarar portador de deficiência ou que se autodeclarar indígenas, preto ou pardo poderá optar em concorrer a porcentagem de bolsas do Prouni destinadas a cumprir a Lei de Cotas.

Inscrições para o Prouni 2018

A inscrição Prouni só pode ser feita elo site do Programa Universidade para Todos. é neste ato que o candidato deve escolher entre concorrer às bolsas pelo processo normal ou então pelo processo de bolsas remanescentes, que são vagas não preenchidas pelo sistema tradicional do Prouni e com isso ficaram disponíveis.

O cronograma com os horários e dias de quando as inscrições são abertas ficam disponíveis no site do programa, e pode ser acessado através do seguinte endereço: siteprouni.mec.gov.br. Geralmente as inscrições para o ProUni 2018 acontecem duas vezes ao ano, sendo no início e na segunda metade do ano. Para se inscrever é necessário inserir informações como RG e CPF, então a priori esses são os documentos necessários para ingressar no programa.

Para ser um bolsista do programa é necessário fazer parte de 01 das condições descritas logo na metade desse artigo; o ingresso no programa é destinado, basicamente, a um grupo de pessoas pertencentes a uma série de condições e participantes que realizaram O Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) a partir de 2010.

Para se inscrever no Prouni, o participante deverá acessar o endereço:

  • siteprouni.mec.gov.br e no site, escolher se essa é a primeira vez que você está participando do programa ou se você já é cadastrado no mesmo.
  • Feito isso, o participante poderá escolher o tipo de bolsa com a qual deseja concorrer, qual instituição deseja realizar o curso, se já é cadastrado em uma instituição de ensino etc.

Ao efetuar a inscrição, o candidato escolhe, em ordem de preferência, até duas opções de instituição, curso e turno dentre as bolsas disponíveis, de acordo com seu perfil. Durante o período de inscrição, o candidato pode alterar as opções. Será considerada válida a última inscrição confirmada.

Para conseguir uma bolsa de 100% em uma universidade privada, o aluno deverá comprovar que possuir uma renda mensal inferior a um salário-mínimo e meio por membro da família, e também fazer parte do grupo de perfis beneficiados pelo programa, caso se autodeclarar Negro, Pardo, Indígena, portador de alguma deficiência, etc.

Nota de corte do Prouni 2018

A nota de corte do Programa Universidade para Todos (ProUni) é a menor nota do Enem possível para conseguir uma vaga no curso que você deseja. O ProUni utiliza as notas do Enem para classificar candidatos a bolsas de estudos (parciais e integrais) em instituições privadas de ensino superior. O ProUni é um sistema totalmente informatizado. Ao se inscrever no ProUni, pela internet, o candidato informa seu número de inscrição e senha do Enem do ano anterior e o sistema recupera as notas automaticamente. A partir do segundo dia de inscrições, o sistema informa as notas de corte para os cursos escolhidos pelo candidato. Ou seja, comparando todas as notas do Enem dos estudantes que concorrem a uma vaga no mesmo curso, faculdade, turno e modalidade de concorrência (cotas ou ampla concorrência), o sistema do ProUni apresenta qual a menor nota possível para conseguir aquela vaga. As notas de corte podem ser consultadas todos os dias, enquanto durarem as inscrições. Com isso, o candidato pode avaliar se tem chances de entrar naquele curso que escolheu e, se for o caso, mudar sua opção para tentar um curso menos concorrido. O sistema do ProUni permite mudar suas opções de curso quantas vezes você quiser e, para a classificação final, considera sempre a última opção gravada no sistema. Vale lembrar que as notas de corte publicadas pelo ProUni durante as inscrições não garantem uma vaga, são apenas uma referência e podem mudar diariamente. No caso de dois candidatos terem a mesma pontuação no Enem, o desempate é feito pela nota da Redação. Se ainda assim os dois continuarem empatados, o sistema usa a nota da prova de Linguagens, Matemática, Ciências da Natureza e Ciências Humanas, sucessivamente, até desempatar.

Resultado do Prouni 2018

O Programa Universidade Para Todos (ProUni) da primeira edição de 2018 terá duas chamadas cujas datas serão divulgadas em breve aqui. Após  a chamada, os estudantes devem ir até a instituição onde é oferecido o curso em que foi chamado e levar a documentação exigida. O não comparecimento faz com que o estudante perca o direito a vaga. Os estudantes podem conferir o seu resultado no site oficial do Prouni 2018, sendo o seu endereço eletrônico: http://siteprouni.mec.gov.br/
A comprovação das informações do Prouni são feitas mediante a apresentação de alguns documentos pelo estudante a instituição que oferece o curso em que foi selecionado. Os documentos exigidos são:

  • Documento de identificação, apenas um, entre: Carteira de Identidade, Carteira do Trabalho e Previdência Social, Carteira Nacional de Habilitação, novo modelo, no prazo de validade, Passaporte emitido no Brasil, Registro Nacional de Estrangeiros (RNE), Carteira funcional, reconhecida por decreto ou a Identidade militar.
  • Comprovante de residência, apenas um, entre: Contas de água, gás, energia elétrica ou telefone (fixo ou móvel), extrato do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço, guia/ carnê do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), guia/ carnê do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), Contracheque emitido por órgão público, ou outros documentos listados pelo prouni em seu site.

Ainda são necessários comprovante de renda, de acordo com a profissão e trabalho de cada candidato, comprovante de conclusão do ensino médio dentre outros documentos de acordo com o estudante. A lista completa está no site do Prouni 2017.

Lista de espera do Prouni 2018

Após a chamada regular, muitos candidatos não completam o processo e, por isso, a bolsa fica vaga. Assim, após o resultado, os candidatos não contemplados podem manifestar o interesse em participar da lista de espera do Prouni. Nesta lista são disponibilizadas as bolsas não ocupadas na chamada regular. Por isso mesmo que é necessário escolher dois cursos no ato de inscrição. Pode-se também escolher o mesmo curso, mas em localidades diferentes para aumentar as chances de fazer o curso desejado.

Ao longo dos últimos anos, milhares de jovens alcançaram a tão sonhada independência financeira, o sucesso na vida tornando-se profissionais bons para o mercado por meio de programas sociais do Governo como o Prouni – Programa Universidade para Todos. O Programa é uma iniciativa do Governo Federal que em parceria com renomadas instituições privadas de ensino superior oferece bolsas de estudo que podem cobrir até 100% do valor das mensalidades dos cursos de graduação sequenciais de formação especifica.

Vagas remanescentes do Prouni 2018

As vagas remanescentes Prouni são vagas que não foram preenchidas no processo padrão do programa, ficando disponíveis para um grupo de pessoas. As inscrições Prouni 2018 são abertas duas vezes ao ano e caso o estudante tenha se inscrito em uma instituição de ensino, poderá se inscrever nas vagas remanescentes até o final do acordo. Para acompanhar os editais e o processo de seleção é só acessar o site do programa. As inscrições são realizadas exclusivamente através da Internet, pelo site do programa que pode ser acesso pelo link prouniremanescentes.mec.gov.br.

O cronograma para as inscrições das vagas remanescentes 2018 são divulgados nesse mesmo portal. Ao se cadastrar o participante deverá informar seu CPF e RG, com isso resgatando suas informações do último ENEM realizado. Caso o participante tirado nota superior a 450 pontos nas provas e um resultado Prouni 2018 superior a zero na redação, sendo necessário cadastrar uma senha e um e-mail que seja válido, pois o participante receberá as informações relacionadas através desse meio de comunicação.

Ao se inscrever nas vagas remanescentes Pronuni 2018, o participante deverá marcar a opção de que pretende concorrer a uma das vagas remanescente, sendo que o mesmo deverá ser: a) professor da rede pública de ensino, tenha participado de alguma edição do Exame Nacional do Ensino Médio a partir de 2010. Para concorrer as bolsas integrais o participante deverá possuir renda per capita de até 01 salário-mínimo e meio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *