O papel do texto escrito na comunicação

A linguagem é considerado aqui como a capacidade de articular significados coletivos e compartilhá-los, em sistemas arbitrários de representação, que variam de acordo com as necessidades e experiências da vida em sociedade. A principal razão de qualquer ato de linguagem é a produção de sentido.

Parâmetros Curriculares Nacionais: Ensino Médio: linguagens, códigos e suas tecnologias.

O ato comunicativo não se realiza apenas por meio da linguagem verbal. Ao longo de sua história, o homem criou e aperfeiçoou vários sistemas comunicativos. Ao conjunto de traços específicos que caracterizam cada um desses sistemas e que produzem sentido podemos chamar linguagem.

imagem-O papel do texto escrito na comunicaçãoAssim, há a linguagem musical, a gestual ou do corpo, a do desenho, das formas e das cores, a do cinema, do teatro, da televisão, da arquitetura, da matemática, a linguagem verbal.

O que chamamos de “traços específicos” poderia ser traduzido como “sistemas de códigos”. Nesses sistemas, cada elemento é significativo, o que vale dizer que todos têm como objetivo primeiro e último produzir significados, comunicar. São responsáveis pela expressão humana em diversas áreas, sejam elas ligadas ao conhecimento ou à emoção.

Assim, o homem expressa-se musicalmente por meio de notas sonoras organizadas de forma harmónica; comunica-se com o corpo – na dança, na luta, no esporte, na ginástica – por meio de movimentos aos quais se imprimiu significado ao longo da história; expressa seu conhecimento de mundo ou interpreta o que vê, na pintura ou na escultura, por meio de formas, cores, dimensões, perspectiva; com imagens, iluminação, sons, tomadas, marcações, espaço, tempo, cria as interpretações de mundo específicas do cinema, do teatro e da TV; com diversos materiais (madeira, concreto, vidro, cerâmica, taipa etc), espaço e volume, as formas arquitetônicas expressam os modos de viver de um povo ou de um lugar; com valores numéricos e relações entre esses valores, a linguagem matemática expressa o mundo das quantificações e das relações entre essas quantificações; com sinais gráficos e sonoros significativos, organizados de infinitas maneiras, o homem criou a expressão verbal, responsável por quase tudo o que se quer transmitir em qualquer área do conhecimento ou da emoção.

Saiba aqui como fazer um texto nota 1000 no Enem

Todos esses sistemas foram criados atendendo a necessidades específicas do homem em determinados momentos de sua história. Modificam-se com o tempo, com as condições de produção e com novas necessidades. São responsáveis pelas diferentes representações de mundo e ao mesmo tempo constituem importantes instrumentos de atuação sobre a própria realidade, na medida em que permitem a troca de experiências, a comparação de pontos de vista, a observação dos fatos de diferentes ângulos, a descoberta, o acréscimo de conhecimentos. Estão presentes no conjunto da criação e da cultura humana: representam os caminhos expressivos percorridos pelo homem, suas tentativas de se expressar e de conhecer a realidade.

A linguagem permeio o conhecimento e os formos de conhecer, o pensamento e as formas de pensar, a comunicação e os modos de comunicar, o ação e os modos de agir. Ela é a roda inventada, que movimento o homem e é movimentada pelo homem. Produto e produção cultural, nascida por força das práticas sociais, a linguagem é humana e, tal como o homem, destaca-se pelo seu caráter criativo, contraditório, pluri-dimensional, múltiplo e singular, a um só tempo.

Levar o aluno a compreender tais linguagens e seus mecanismos expressivos e comunicativos contribui para o aperfeiçoamento de sua capacidade de expressão e de suas possibilidades de participação ativa na vida social. Em outras palavras, conhecer as linguagens e seus códigos leva o indivíduo, entre outras coisas, a analisar com maior competência a realidade em que vive, a se reconhecer nessa realidade, a fazer suas próprias opções e a exercer seu direito de plena cidadania.

É importante lembrar que o aluno já chega à escola conhecendo, de certa forma, as diversas linguagens da comunicação e da informação, uma vez que ele está permanentemente exposto a esses fatos em seu cotidiano. Cabe à escola, portanto, ao menos dotar o aluno das habilidades mínimas que lhe permitam lidar com tais linguagens, levando-o a estudá-las de forma sistemática e organizada.

O papel da escola estará centrado, assim, na análise desses sistemas, nas possibilidades de utilizá-los com maior competência, em seu estudo como meio de compreender a própria realidade e, ao final, na reflexão a respeito de sua utilização ética na sociedade.

Como professor e criador de um curso de Português Online, sei bem que preciso oferecer aos colegas professores e alunos os mais variados tipos de textos, com linguagens variadas (verbal, não verbal, verbo-visual, em textos informativos, instrucionais, literários, pinturas, HQs etc), a fim de propiciar momentos de descoberta e de utilização de conhecimentos prévios dos alunos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *