Como fazer inscrição Fies

Todos os candidatos que acabaram de fazer o Enem podem fazer a inscrição no FIES para pleitear bolsas de estudo em faculdades particulares. Todos que se enquadram nos critérios do Fies – Fundo de Financiamento Estudantil, programa gerenciado pelo Ministério da Educação (MEC) devem ficar de olho na data de inscrição para não ficar de fora. É importante dizer ainda que as bolsas são apenas para aqueles que desejam estudar em faculdades particulares avaliadas positivamente no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes).

O resultado do Enem , como em anos anteriores, é divulgado sempre na última semana de dezembro ou no início de janeiro do próximo ano é é ele que será usado como critério para o processo seletivo do Fundo de Financiamento Estudantil.

Com as notas do Enem, além de poder solicitar o financiamento, os candidatos terão o direito de concorrer a vagas em instituições federais do ensino superior, fazendo inscrição no Sisu. Os estudantes também poderão participar dos processos seletivos do ProUni, que oferecerá bolsas de estudo, integrais (100%) e parciais (50%), em faculdades particulares de todo o Brasil.

Como fazer as inscrições Fies?

Para participar do processo, os candidatos precisam fazer sua inscrição assim que o MEC liberar. Tudo é feito exclusivamente pela internet. Acesse aqui a página e siga os passos apresentados. Se é seu primeiro acesso, será necessário clicar no link “Primeiro acesso”, disponível no próprio site.

Você precisará informar sua data de nascimento e o número do CPF (Cadastro de Pessoa Física). É assim que o sistema fará uma verificação automática das participações e aproveitamento do candidato no ENEM É importante dizer que é necessário uma nota média maior do que 450 pontos nas provas e superior a zero na redação. Após isso, o cadastro será concluído gravando uma senha e informando um e-mail pessoal válido. Muito cuidado neste momento para anotar a senha e o e-mail usado. É comum que os pais façam pelos alunos e depois se esqueçam dos dados usados.

Uma outra notícia boa é que o programa também é acessível aos professores da rede pública de ensino, em pleno exercício da função, com o objetivo de concorrer a financiamentos em cursos de licenciatura, normal superior ou pedagogia na sua área de atuação. Isso é muito bom para complementar a formação dos professores.

Além da renda do Fies, a qual não pode ser superior a dois salários mínimos e meio por membro da família durante o mês. As prioridades são ainda:

  • Cursos com conceitos 5 e 4 no Sinaes;
  • Cursos nas áreas de formação de professores, saúde e engenharias;
  • Cursos nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste do país;

As condições de pagamento são bastante acessíveis. Os juros do Fies são de 6,5% ao ano e, durante todo o curso, o estudante precisa pagar até R$ 150,00, trimestralmente. depois do término do curso o estudante poderá continuar pagando por 18 meses. verifique com atenção os critérios apresentados na página do programa e a forma como quitará a dívida.

Avalie este artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *